Tecnologia do Blogger.
RSS

Aquele sobre um fim e um recomeco

Quando eu criei o titulo do meu blog "X-TUDO de uma au pair: meu processo do inicio ao fim" confesso que eu nem imaginava sobre o fim do programa. Sai do Brasil com a certeza que eu estenderia por mais um ano e caso nao quisesse voltar para o Brasil, entao mudaria meu visto para estudante. Com o passar do tempo e com as dificuldades que encontrei no programa eu achava cada vez mais impossivel se quer estender o programa... mas, como eu ja imaginava, nao queria deixar os EUA. E aos 7 meses do programa o fim prematuramente chegou.

Claro que quase dois meses depois que eu sai da minha ultima familia eu encho a boca pra falar que a mudanca foi pra muito, mas MUUUUUUITO melhor. Mas so Deus e minhas amigas aqui sabem o quanto eu penei pra estar tranquila e feliz com a nova vidinha. Porque eh claro que pra familia no Brasil eu sempre falo que ta tudo bem, ne? Com um probleminha aqui, outro ali.. mas ja ja resolvo. Rs!

Em resumo da minha saida do programa: Eu recem tinha completado meu primeiro mes na minha segunda familia, vindo de um rematch desgastante por eu gostar muito da minha primeira familia. Foi um mes muito bom! Kids de 9 a 13 anos... o trabalho se resumia em dirigir, cozinhar e fazer laundry. Who doesnt want?
Mas, kids grandes, problemas grandes tambem. Of course que nao tem uma idade perfeita. Todas as idades tem seu lado bom e seu lado ruim. E sabe qual o maior problema de uma kid grande na minha humilde opiniao? O controle sobre elas. Dificil suborna-las com doces. HAHAHAHAHA.

As minhas kids era duas da host e duas do host. As do host eram perfeitas. Educadas, sweets, organizadas. As da host era mimadas, spoiled e bocudas. O mais engracado eh que entre irmaos eles viviam brigando mas entre os "nao irmaos" eles nao brigavam. Enfim. Quando as kids do host iam pra casa da mae deles eu sentia vontade de chorar porque Maddie e Charlie so sabiam brigar. E a mae, com a ausencia do pai (que simplesmente casou e esqueceu que teve dois filhos) so mima eles. NUNCA OUVI ELA DIZENDO NAO PRA ELES. Enfim...

Um belo dia eu estava so com os dois quando comecaram a brigar. Em seguida o menino (de 9 anos) comecou gritar e berrar pela casa... completamente descontrolado. Fui tentar acalmar ele e ele me xingou. Mandei ele pro quarto dele e ele gritou comigo (saudade das minhas pequenas que era so dizer TIME OUT e elas iam choramingando, mas iam, sentar na escada ate eu tirar do castigo) e tentou sair da casa. Eu, preocupada com ele (nunca tinha visto tao transtornado) nao deixei. Afinal nos moravamos no pe da rodovia e com muitas matas do lado. E se esse menino sai correndo? como que eu pego?. Bom.. ele ficou ainda mais transtornado e me agrediu. Me deu soco na barriga, me chutou, me tacou uns trecos da garagem e por fim tentou me bater com taco de baseball. EU PARADA SEM REACAO NENHUMA. Ate que a irma dele tirou da mao dele. Mandei ele pra dentro ou ia ligar pra mae dele (mas nao queria isso pq eu sabia q ela tava numa reuniao muito importante) e ele foi. QUE ODIOOO senti desse menino!

Esperei a mae chegar em casa (tarde por sinal) e contei pra ela com a maior calma do mundo. Ela simplesmente arrumou uma desculpa pro comportamento dele (cansado da viagem que ele tinha chego) e disse que conversaria com ele. Eu tirei o ipod dele como castigo e no dia seguinte ela vem me dizer que conversou com ele (o que duvido) mas que era pra eu devolver o ipod pra ele nao ficar sem opcoes de brincar. VEI. Quis morrer. NEM DESCULPAS ELA FEZ ELE ME PEDIR! Tive que devolver o ipod e aguentar a cara dele de "I always win". AFF. Depois um filhodaputinha desses cresce e entra num cinema atirando em todo mundo ninguem sabe por que ne? Mas deixa pra la.. porque se eu comecar a dar minha opiniao sobre essa negligencia de muitos pais americanos eu acabo perdendo o meu foco rsrsrs.

Depois veio o episodio das panquecas. Para nao me prolongar em resumo foi: eu estava fazendo cafe da manha com as kids e o alarme de incendio disparou quando com a fumaca das panquecas. O que eu juro que eh a coisa mais normal do mundo aqui. Mas como o alarme nao desligava os bombeiros vieram ate a casa pra desligar. A mae ficou toda preocupada com medo das kids se queimarem. oi? Fumaca agora machuca? Sem contar que a maior idiotice do mundo eh colocar detector de fumaca tao perto do fogao.

Com esses dois episodios minha host decidiu que nao conseguia confiar no meu trabalho ao controlar as criancas e mante-las em seguranca. Segundo ela, ela nao teria mais prazo para eu me "adaptar" a essa nova realidade, afinal, as aulas das kids ja iam voltar e ela precisava de alguem que ela se sentisse segura. Alegou tambem que como esta em um novo emprego ela nao queria ficar se preocupando com assunto de casa e comprometer o rendimento dela. Eu nem preciso dizer que fiquei sem chao ne? Nao acreditava que aquilo estava acontecendo. Isso foi no dia 29 de julho. Dia do show do Coldplay... ahhh nunca cantei "Nobody said it was easy... no one ever said it would be this hard" com tanto sentimento. Foi um show lindo BTW...

Voltando a historia, pra piorar a situacao, minha LCC ia me levar pra casa dela por causa do climao que ficou entre eu e a fofa depois da reuniao de desligamento. Nisso ela me deu 2h  pra arrumar minhas coisas e ia voltar pra me buscar. E nisso eu tive a brilhante (not) ideia de levar minhas coisas pra casa da Ligia e da Daiene e ficar so com uma malinha na casa da LCC. Eu ja estava cogitando sair da agencia. Mas claro.. precisava organizar as ideias. Pedi o carro emprestado para o host e ele emprestou. Eu normal e de boa com a vida ja sou uma pessima motorista, QUICA (quissa) eu chorando, nervosa e com uma puta duma colica. O que normalmente levaria 35 minutos de carro acabou que cheguei em uma hora e meia... de tanto caminho errado que peguei.. plus uns 20 minutos pra tentar estacionar o carro ja que eh super dificil achar vaga na avenida que as meninas moram. Liguei pra LCC avisando que me atrasaria. Nisso a host me mandou uma text perguntando que horas eu devolveria o carro.. ja que eu falei que antes da LCC voltar eu estaria em casa. Eu respondi: "estou com colica e nao comi nada ate agora, vou almocar com as meninas e retorno, pode ser? ou se quiser pode vir aqui a qualquer momento pegar o carro". VESH. Deu maior b.o .. a LCC ligou falando que eles poderiam ligar pra policia se quisessem. Ai nisso o host ligou super grosso (DEVE TER LEVADO MO TOCO POR LIBERAR O CARRO RSRSRSRS) .. disse que se o carro nao estivesse la em 30 minutos ele ia ligar pra policia. Tentei explicar que eu nao tava me sentindo bem e que levei mais de uma hora pra chegar nas meninas.. e que seria perigoso dirigir do jeito que eu estava e ele falou I DONT CARE. Nossa mano, ai eu explodi tambem ne? Falei pra ele: olha so, eu nao tenho condicoes de dirigir e voce me deixou mais nervosa ainda entao eu nao vou sair dirigindo por ai. Se quiser teu carro esta em tal lugar e nao se preocupe porque eu mesma estou ligando na policia. Liguei na policia e contei o que estava acontecendo, registrei onde o carro estava e que de fato eu nao estava me sentindo bem (O que era verdade, juro.). Por fim a LCC e o marido dela vieram buscar o carro e ela disse que eu poderia ficar na casa das meninas se eu quisesse.

No outro dia a diretora da agencia ja me ligou cedo pra saber o que aconteceu ne.... e ai comecou as duas semanas do cao. Eu com 60$ na carteira e a bendita da host nao me pagava minhas ultimas semanas. Disse que tentou transferir e minha conta nao dava certo, dei o numero da conta da Daiene nao dava certo, dei o endereco da casa delas e ela disse mandou mas o cheque nunca chegou. Foi maior briga. Maior stress. Pra completar como o motivo do rematch era seguranca das kids (episodio das panquecas) e como eu estava saindo brigada da familia eles provavelmente nao me dariam referencias. Ou seja, a agencia decidiu me mandar pro Brasil. Eu lutei com todas as minhas forcas pra tentar ficar. Porque eu ate tava de saco cheio da agencia e queria sair mesmo... mas assim sem dinheiro, sem ter tempo pra se ajeitar, trocar de visto, achar lugar pra morar seria muito complicado. Eu escrevia emails gigantescos pra agencia, mostrei o quao FDP  a familia estava sendo comigo na questao de me enrolar 10 dias para me pagar, que eu tinha referencias da primeira familia, da minha antiga LCC e da atual, fui ate os bombeiros e peguei o report em que mostra que nada de grave aconteceu, que foi apenas o alarme que disparou e um dos bombeiros ate se prontificou em falar com a agencia. TUDO EM VAO. A diretora ate foi bem paciente comigo... passavamos 40, 50 minutos no telefone. Ela chegou mencionar que seria minha referencia para outra familia.... mas 3 dias depois disse que o superior dela disse que eles nao poderiam me manter. Afinal, se qualquer outro acidente acontecesse com uma kid sob minha responsabilidades eles entrariam num big problema. E quem eh que vai se arriscar por uma au pair ne?

Marcaram minha passagem de volta para o Brasil no dia 23 de agosto. Eu estava completamente perdida, sem rumo.... passei uma semana na casa da Ligia e da Daiene, depois fiquei uma semana na casa do meu namorado em New Jersey e por fim eu estava na casa da Michelle. Nao tenho nem palavras pra agradecer todo apoio que recebi nesses dias. Eu estava completamente perdida... sem um ponto de partida... e morrendo de medo de nao embarcar pro Brasil e depois nao conseguir me ajeitar e ter que pedir ajuda pra comprar outra passagem de volta. O dias dificeis. O mes de agosto foi literalmente o mes do cachorro louco para mim. O dia do embarque foi se aproximando e nada da luz no fim do tunel aparecer (e eu tinha certeza que se aparecesse seria um trem pra me atropelar hahaha). Foi quando no dia 18 de agosto as coisas comecaram a mudar.... e no dia 22 de agosto (sim, um dia antes do embarque!) eu tive 75% dos meus problemas resolvidos e os outros 25% poderiam esperar mais um pouco (e btw ja foi resolvido tambem rsrsrs). Sim meu caros.... aos 45 do segundo tempo eu virei o jogo e nao embarquei de volta pra minha patria amada, Brasil. Eu costumo dizer que Deus sentou no escritorio dele e resolveu trabalhar na minha vida... cuidou de cada detalhe... GOOD JOB Deus, good job! E o mais engracado... depois eu percebi que na verdade ele ja tinha comecado a me dar essa luz no exato dia que sai da antiga casa...e eu que estava atordoada e nao consegui enxegar. Mas consegui enxergar a tempo!

Mas por que ficar?

Simplesmente porque acho que ainda nao atingi meu objetivos. Primeiro de tudo acho que meu ingles, embora tenha melhorado bastante, ainda precisa melhorar muito! Segundo porque eu nao tive ferias durante meu periodo como au pair... logo os unicos lugares que conheci (New york, New Jersey, Washington-DC) sao os aqui por perto mas eu quero muito ir pra Miami, pra Disney, pra California, pra Las Vegas, pro Hawaii, entre outros...sem contar que quero muito fazer um curso em Harvard. E tambem porque amo morar aqui e quero aproveitar o maximo que eu puder. Nao me vejo morando no Brasil. Nao agora. Tenho muito dos EUA para explorar.

Depois desse mes traumatico com direito ate ao termino do meu namoro =(((((( (e eu nem cheguei falar sobre ele, ne? eu so mencionei ele no post que eu fui pro hospital e falei que ia fazer um post sobre ele) But... its ok.. Life goes on... e eu venho aqui passar a regua e fechar a conta na minha vida auperiana.

Impossivel nao reconhecer que foi uma experiencia incrivel.... eu voltaria e viveria tudo novamente. Morro de amores pelas minhas meninas da primeira casa. Me emociono sempre que lembro delas. Vira e mexe eu troco alguns e-mails com eles. Dia 25 agora minha pequena completa 3 anos e vou mandar um cartao lindo da princesa ariel... a favorita dela. Tenho foto delas aqui na minha mesa do computador... assisto frequentemente nossos videos (que voce tambem pode ver clicando aqui) ... a segunda familia eu fiquei tao chateada com a falta de consideracao deles que nem sinto saudade. Pra nao dizer que nao sinto nada.. eu sinto saudade das duas kids do host e do carro que eu dirigia. Ahh que saudade do carro =(

Mesmo nao tendo aproveitado tanto os EUA enquanto fui au pair por nao ter tido ferias eu aproveitei o que pude... minhas amadas idas a NYC, minha viagem para Atlantic City, Washington-DC e ate mesmo meus passeios aqui na regiao de Boston. Nao tem como se arrepender de ter escolhido o programa au pair. Conheci pessoas incriveis por causa deste intercambio. Que deram o brilho especial e ajudaram essa experiencia ser tao boa. Sem contar o quanto eu aprendi alem do ingles. Fortaleci minha independencia, lidei com meus limites, lidei com meus medos, lidei com minhas fraquezas... estou mais paciente, melhorei meu relacionamento com a espera. Morar fora do seu pais de origem eh um desafio. Tenho absoluta certeza que sou uma pessoa melhor. Nada mais cliche do que parafrasear Roberto Carlos: "Se chorei ou se sorri, o importante eh que emocoes eu vivi.." A mais pura realidade. Foram muuuitas emocoes. rs.

Agora uma nova etapa comecou. Digamos que se minha vida nos EUA fosse um seriado ... comecou a segunda temporada. HAHAHAHAHAHAHA. Quero muito deixar algumas outras ideias registradas nesse blog. Por isso talvez eu ainda volte aqui. Maybe uma versao "memorias de uma pair", que tal?


Um beijo enorme e muitas ~~~~ ondinhas de amor ~~~~ para meus seguidores do blog (e ja fica o convite pra me seguirem no meu novo :*), para os leitores em geral. Obrigada pelos comentarios carinhosos, pelos e-mails, pelas conversas, pelas amizades aqui criadas.




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 Comentários :D:

Niil ♥ disse...

Boa sooooorte sté !!!!

Espero que agora dê tudo certo... vou acompanhar seu outro blog !!!!

Magaley disse...

Amigaaa,

que voce ta fazendoo agora?

Boa sorteeeeee ;*

Anônimo disse...

Each of us can make the classic, lean and doubles. Participants in an independent study who combined The Shake, The Workout, and
our Eating Plan that there is no compromising
in the area of nutrition. At that point in time you will
system, you're much more likely to stick with your diet and fitness plan. This isn't
your week over the 90 day program, so having a pull-up how to
pre order p90x2 bar that works well is a must.

Feel free to visit my site :: he has a good point

Erica disse...

Passei por uma situaçao similar a sua em 2008, kid tb tentou me bater com taco de baiseball que coisa não? No final das contas como seus problemas se resolveram? Como voce conseguiu ficar?? Estou querendo fazer au pair de novo por tb nao ter aproveitado tudo oq podia aproveitar dos usa, mas as agencias dizem que nao posso mais ser au pair devido a nao ter completado os 12 meses. =/

Feyza Yaren disse...

nice

kadın giyim,uzun elbise,uzun abiye,bayan kıyafet, uzun tunik,bayan elbise,bayan ceket,emporio armani kol saati,guess saat,armani erkek saat,uzun etek,sexi iç giyim,babydoll,tissot erkek saat,fantezi iç çamaşır,fossil erkek kol saati,daniel clein kol saati,uzun tunik,fantezi kıyafetler, bayan gömlek, mini etek,bayan ceket,guess collection bayan kol saati,lacoste kol saati,diesel kol saati,etek,uzun tunik,uzun triko,kol saat,fantezi iç giyim, düğün abiye,nişann elbise
fantezi erkek iç giyim,burberry kol saati, michael kors kol saati,tommy hilfiger kol saati

Postar um comentário